Rock/Metal Operas – Criatividade ou Caca-Niqueis barato? – Parte 2

6 06 2009

…E agora damos continuidade a segunda parte do meu post-monstro sobre rock-operas. se voce ainda nao leu o original ta esperando o que?!

Ayreon – The Dream Sequencer – Nota: 5

Idealizador: Arjen Lucassen


Lineup:
Lana Lane
Johan Edlund (Tiamat)
Floor Jansen (After Forever)
Edward Reekers (Kayak)
Mouse
Jacqueline Govaert (Krezip)
Arjen Lucassen
Damian Wilson (Threshold)
Neal Morse
Mark McCrite

Musicos:
Arjen Lucassen – electric and acoustic guitars, bass guitar, analog synthesizers, Mellotron, Hammond, and additional keyboards
Rob Snijders – drums
Erik Norlander – analog synthesizers, piano, vocoder, Hammond, and additional keyboards
Clive Nolan – synth
Peter Siedlach – strings

O maior problema de voce comcecar a ouvir uma discografia ao contrario eh que quando voce vai escrever sobre ela, voce tem que se limitar pra nao estragar a continuidade….

Enquanto o proximo cd sera mais pesado e voltado ao lado prog-metal este aqui eh muito mais atmosferico e calmo… quando eu comprei o dream sequencer eu estava esperando algo como o flight of the migrator, entao alem de nao reconhecer uma parte dos vocalistas (Damian wilson eh um dos meus favoritos ate hoje) a grande diferenca sonora me fez deixar este disco encostado por um tempo… mas aos poucos a media que eu ia ouvindo com atencao ele foi me conquistando…hoje em dia eu falo que eu gosto mais desde aqui do que do seguinte!!

Ayreon – Flight of the migrator – Nota: 4

Idealizador: Arjen Lucassen


Lineup
Lana Lane
Russell Allen (Symphony X)
Damian Wilson (Threshold)
Ralf Scheepers (Primal Fear)
Andi Deris (Helloween)
Bruce Dickinson (Iron Maiden)
Fabio Lione (Rhapsody of Fire)
Timo Kotipelto (Stratovarius)
Robert Soeterboek
Ian Parry (Elegy)

Musicos
Arjen Lucassen – electric and acoustic guitars, bass guitar, analog synthesizers, Mellotron, Hammond, additional keyboards
Ed Warby – drums
Erik Norlander – analog synthesizers, vocoder, Taurus pedal, Hammond, additional keyboards; synth solos
Michael Romeo – guitar solo
Oscar Holleman – guitar
Gary Wehrkamp – guitar
Rene Merkelbach – synth
Clive Nolan – synth
Gary Wehrkamp – synth
Keiko Kumagai – synth
Peter Siedlach – strings

Minha primeira reacao foi CARALHO QUE INTRO MAIS ANIMAL!! seguida de ESSE TAL DE RUSSEL ALLEN CANTA PRA CARALHO (eu ainda nao tinha ouvido falar nele ou no symphony x), seguida de ESSE EH O ANDI DERIS CANTANDO AQUI??, seguida de QUE MUSICA ESTRANHA ESSA Q COLOCARAM O BRUCE PRA CANTAR…. Resumindo o arjen pegou varios vocalistas famozos e conseguiu extrair deles performances quase que completamente diferentes das que eles estavam acostumados a produzir em suas bandas/projetos (fato que se torna muito evidente nos proximos discos).

Ao mesmo tempo que na primeira ouvida eu estranhei muito algo me prendeu a esse disco por semanas… toda essa coisa espacial eu nunca tinha visto antes…foi  aquela sensacao gostosa de descobrir algo novo e exitante

Ayreon – The Human Equation (5)

Idealizador: Arjen Lucassen


Lineup
James LaBrie (Dream Theater)
Mikael Åkerfeldt (Opeth, Bloodbath)
Eric Clayton (Saviour Machine)
Heather Findlay (Mostly Autumn)
Irene Jansen (ex-Karma)
Magnus Ekwall (The Quill)
Devon Graves (Dead Soul Tribe/ex-Psychotic Waltz)
Marcela Bovio (Elfonía, Stream of Passion)
Mike Baker (Shadow Gallery)
Arjen Lucassen (Ayreon/Stream of Passion/Ambeon/Star One)
Devin Townsend (ex-Strapping Young Lad/ex-The Devin Townsend Band)
Peter Daltrey

Musicos
Arjen Lucassen – all electric and acoustic guitars, bass guitars, mandolin, lap steel guitar, keyboards, synthesizers, Hammond
Ed Warby (Gorefest) – all drums and percussion
Robert Baba – all violins
Marieke van den Broek – all cellos
John McManus (Celtus, Mama’s Boys)- low flute
Jeroen Goossens – flute, alto flute, bass flute, panpipes, descant and treble recorder, didgeridoo, bassoon
Joost van den Broek (After Forever) – Synthesizer
Martin Orford (IQ, Jadis) – Synthesizer
Ken Hensley (Uriah Heep) – Hammond

Oliver Wakeman – Synthesizer

E la se foram 4 anos esperando por um novo lancamento do Ayreon com um Star One no meio (quando chegar na letra S a gente fala dele) e eis que Arjen decide lançar ate então seu projeto mais ambicioso… o nível de produção deste disco eh bem superior aos anteriores, a ideia de fazer uma edição especial com um DVD extra mostrando os bastidores foi certeira e na época todo mundo estava esperando o James Labrie participar de um Ayreon.
Tanto a historia que ao mesmo tempo que se diferencia da cronologia dos albuns se integra na mesma eh muito bem construida.
Eu lembro de so ouvir este album por meses a fio a ponto de saber todas as letras de cor.
Mas uma curiosidade legal ficou por conta do Devon Graves que roubou completamente a cena… todo mundo estava esperando o labrie tomar conta do disco, mas a performance exepcional do devon simplesmente deixou o labrie de lado.

Ayreon – 01011001 Nota:4

Idealizador: Arjen Lucassen


Lineup
Hansi Kürsch (Blind Guardian, Demons & Wizards)
Daniel Gildenlöw (Pain of Salvation, ex-The Flower Kings)
Tom S. Englund (Evergrey)
Jonas Renkse (Katatonia)
Jørn Lande (ex-Masterplan, ex-ARK, ex-Beyond Twilight)
Anneke van Giersbergen (Agua de Annique, ex-The Gathering)
Steve Lee (Gotthard)
Bob Catley (Magnum)
Floor Jansen (After Forever, Star One)
Magali Luyten (Beautiful Sin, Virus IV)
Simone Simons (Epica)
Phideaux Xavier
Wudstik
Marjan Welman (Elister & Autumn)
Arjen Anthony Lucassen
Liselotte Hegt (Dial)
Ty Tabor (King’s X, Platypus)

Musicos
Arjen Anthony Lucassen – Guitar, keyboards, synths, bass guitar, programming
Ed Warby (Gorefest) – Drums and percussion
Lori Linstruth (ex-Stream of Passion) – Guitar
Michael Romeo (Symphony X) – Guitar
Derek Sherinian (Planet X, Billy Idol, Yngwie Malmsteen, ex-Dream Theater) – Keyboard
Tomas Bodin (The Flower Kings) – Keyboard
Joost van den Broek (After Forever) – Piano and Keyboard
Jeroen Goossens (Flairck) – Flutes
Ben Mathot (Dis) – Violins
David Faber – Cellos

Lembra o que aconteceu com o Ania…aqui foi praticamente a mesma coisa, porem com resultados menos catastroficos. Nao se enganem…eu amo esse album e comprei a edicao mais mega deluxe possivel pela amazon na pre-venda antes de sair e mandei e-mail pro arjen parabenizando o cara e tudo mais….
Porem comparado ao human equation eu acho que eh um album um pouco (pouquissimo) inferior. Ele conta com um dos melhores lineups ja vistos algumas performances memoraveis outras nem tanto (Po se eu quisesse ouvir o Hansi cantando Blind Guardian eu ouvia Blind Guardian), e algumas inesperadas (quando eu ouvi a voz da Magali Luyten pela primeira vez eu jurava que era um cara cantando…me apaixonei pela voz da mulher…que por sinal eh feia pra caralho).
Mas no caso desde album o que falta musicalmente eh (bizarramente, afinal isto eh um album nao um dvd) compensado pelo material extra da versao super mega deluxe o making off, os extras o encarte e etc sao tiros certos do Arjen!!

Nota antes de prosseguir: Genius foi um projeto tao, mas tao fuleiro que eu nao encontro nem materia no wikipedia, muito menos sobre o idealizador…

Genius Rock Opera pt1 – Nota 2

Idealizador: Daniele Liverani

Lineup

Mark Boals – Malmsteen
Lana Lane
Daniel Gildenlow – Pain of Salvation
Chris Boltendahl – Grave Digger
Joe Vana
John Wetton
Steve Walsh – Kansas
Oliver Hartmann – Hartmann
Midnight
Philip Bynoe – Steve Vai
Olaf Senkbeil
Hachy Hackmann
Chris Boltendahl

Musicos

Daniele Liverani: All Guitars, Bass and Keyboards

Dario Ciccioni: Drums & Percussions

Eu juro pra voces que eu tentei gostar deste disco… eu ouvi e re-ouvi trocentas vezes mas sinceramente nao da… genius so nao consegue ser pior que aina porque nao teve uma estrategia de marketing tao agressiva (lembrando que pro aina ficar mais comercial so faltava eles irem tocar no programa da xuxa ou do gugu fazendo playback).
Sobre o idealizador/guitarrista daniele liverani eu praticamente nao consegui achar nenhuma info…o cara simplesmente apareceu do nada com a sua guitarra roxa e montou este projeto assim do nada…
porem o que o cara nao tinha de famoso ele investiu nos nomes no album…porra tem ate o tio do kansas neste primeiro album!! (e um tal de midnight cuja origem eh tao duvidosa quanto a sexualidade)

Update: O tal do Midnight morreu!!

A historia em si eu achei fraquissima e tediosa
Musicalmente este album eh pretencioso e cansativo… como eu disse eu tentei gostar dele serio mesmo..eu me esforcei!! Eu consegui ouvir ele inteiro pouquissimas vezes e nenhuma delas me surpreendeu… o tal do daniele nao chega a ser um mal musico…o problema eh que o produto final simplesmente nao tem carisma

Genius a rock opera pt 2 Nota: 1

Idealizador Daniele Liverani


Lineup

Mark Boals – Malmsteen
Daniel Gildenlow – Pain of Salvation
Russel Allen – Symphony X
Edu Falaschi – Angra, Almah
Jeff Martin – Racer X
Roberto Tiranti – Labirynth
Eric Martin – Mr. Big
Johnny Gioeli – Axel Rudi Pell
Liv Kristine – Ex-Theatre of Tragedy
Philip Bynoe – Steve Vai

Musicos:
Daniele Liverani: All Guitars, Bass and Keyboards

Dario Ciccioni: Drums & Percussions

Eu so to ouvindo este disco pra escrever esta review…levando em conta que ele eh uma continuacao direta do primeiro realmente ouvir este disco incluiria ouvir o primeiro inteiro mais uma vez pra tentar assimilar a tal da “historia”…
Se no primeiro o tal do Daniele ja tinha mandado uns bam bam bams neste o cara nao poupou esforcos Russel Allen, Edu Falaschi e ate o Eric Martin emprestaram seus gogos de ouro pra este projeto.

O resultado final eh parecido com o anterior porem com mais gente famosa a producao das musicas ficou um pouco melhor, mas ainda soa pretencioso e sem alma…

Genius A Rock Opera pt3 Nota 1

Idealizador: Daniele Liverani

Lineup

DC Cooper – Royal Hunt
Daniel Gildenlow – Pain of Salvation
Jorn Lande – Ex-Masterplan
Andrea Dätwyler – Lunatica
Toby Hitchcock – Pide of Lions
Eric Martin – Mr. Big
Philip Bynoe – Steve Vai

Musicos
All guitars, basses and keyboards by  Daniele Liverani

Drums & percussions by Dario Ciccioni
Main

Como deu pra perceber o lineup ficou um pouco mais modesto… eu nao ouvi e por favor nao me facam ouvir este album… uma coisa que eu nao entendi foi por que raios o vocal que faz o personagem principal foi trocado??? seria a mesma coisa q trocarem o elijah wood no final do senhor dos aneis.

Resumindo…ninguem sabe de onde o daniele saiu, mas na minha opiniao a gente poderia ter passado sem essa e eu ainda me pergunto como tanto vocalista conceituado caiu neste projeto?! Acho que aconteceu como acontecem em alguns filmes bomba com elenco bom ou nego devia favor, ou a grana era muito boa ou eles nao sabiam onde estavam se metendo….

WILLIAM SHAKESPEARE S Hamlet Nota: 3

Idealizador: Die Hard


Lineup
1. From Hades to Earth – Delpht
2. Sweet Flavour of Justification – Santarem
3. The Happiness of the Queen – Voice Vignette
4. Visions of the Beyond – Hammer of the Gods
5. Villainy – Flute Vignette
6. The King s Return – Krusader
7. The Truth Appears – Nervochaos
8. The Play – Guitar Vignette
9. A Letter to Ophelia – Vers Over
10. Dagger of Worlds – Sagga
11. Prayers in the Wind – Imago Mortis
12. Stormy Nights – Symbols
13. Hands of Fury – Keyboard Vignette
14. Hidden by Shadows – Hangar
15. Mandate for Freedom – Torture Squad
16. Trap – Fates Prophecy
17. Good by my Dear Ophelia – Eterna
18. The Last Words – Tuatha de Danann
19. To Be – All vocals and Andre Matos

Ok este projeto da gravadora die hard de sampa nao se enquadra 100% nos criterios de rock opera que eu estabeleci acima, cada banda interpreta uma musica baseada no contexto, porem a audacidade do projeto eh o que garante um lugar nesta lista.
Se me lembro bem dos primeiros anuncios ate o produto final foram uns belos 3 anos que os caras dedicaram. O melhor disso foi dar uma iluminada nas bandas brazucas.

Algumas musicas ficaram muito fodas outras nem tanto, eu particularmente nao gostei muito do album inteiro em si, mas eu reconheco o esforco.

Nikolo Kotzev’s Nostradamus Nota:5

Idealizador: Nikolo Kotzev


Lineup
Joe Lynn Turner – Rainbow
Alannah Myles
Sass Jordan
Glenn Hughes – Deep Purple
Göran Edman – Malmsteen
Jørn Lande – Ex-Masterplan
Doogie White – Rainbow

Musicos
Nikolo Kotzev – Guitars, Violin
Mic Michaeli – Organ
John Levén – Bass
Ian Haugland – Drums
The Sofia Strings Symphonic Orchestra conducted by Nelko Kolarov

Lembra o que eu falei do Daniele Liverani? pois eh…eu não faco a menor ideia de onde o Nikolo saiu (segundo o wikipedia da bulgaria), mas ao contrario do seu pretencioso colega italiano o Nikolo fez um trabalho surpreendente no Nostradamus.
Eu lembro de pegar este cd no mais puro acaso somente pelo fato de se tratar de uma rock opera, tipo se gostar gostou, senao eu mando pro sebo e sigo a vida…

Puta que pariu!! A primeira vez que eu ouvi pieces of a dream calafrios subiram pelo meu corpo, puta performance do tio Glen. A partir dai a coisa so melhora eu lembro que foi a primeira vez tambem que eu ouvi o Jorn Lande na vida e pensei comigo mesmo…puta que pariu como um ser canta assim??
A baladinha henriette eh uma puta composicao com direito a um solo nervoso de violino!! como eu disse eu to ouvindo os cds a medida que eu escrevo entao eu vou parar pra terminar de ouvir essa musica pq ela eh foda….perae que eu ja volto…

Puta merda que balada… serio se vc nao ouviu este album por tudo que eh mais sagrado no metal compre, baixe, roube do seu amigo…eu nao me importo mas voce TEM que ouvir essa porra!!

Outra musica que me chamou muito a atencao foi a I don’t believe… comecao power ferrado bem metal, bem dark… ai a coisa cai pra uma guitarrinha soul/virtuose…serio so de ouvir esse riff de guitarra ja vale a musica inteira.
Em seguida outra super balada try to live again…como voces perceberam eu nao consigo colocar esse disco sem ouvir ele de cabo a rabo.

Pontos ruins…o encarte eh uma merda pra ler as letras…so isso!

E por enquanto eh soh molecada…aguardem a terceira e conclusiva parte desta trilogia epica sobre rock operas!!

Anúncios

Ações

Information

6 responses

7 06 2009
Ed

Legal, cara. Parabéns pelo post, espero uma trilogia mesmo hahahaha

28 02 2010
Pedro Martins

eu achei mto exagerado a review do nostradamus

28 02 2010
felipetenor

Pooooo eu amei nostradamus… ate hj eu lembro da primeira vez q eu ouvi esse cd… e recentemente eu comprei ele de novo

17 03 2010
Pedro Martins

eh massa vey mais tipo eu achei varios albuns do ayeron melhores. Mais acho q saum estilos até diferentes, ai acho q acontece com diferenca de gostos.

10 05 2012
Raphael Freire

se vc nao conhece o midnight nao sabe porra nenhuma de metal melodico!! Midnight era o vocal do Crimson Glory uma das pioneiras do power metal e muito foda por sinal!

10 05 2012
felipetenor

Nussa vc desenterrou meu falecido blog… Mals ae, eu so conheco as bandas boas de metal melodico… entao logicamente eu nao ouvi falar em nada q esse tal de midnight fez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: